Reformando o apartamento: dicas que valem ouro

Ao conquistar a casa própria, é bem comum surgir também o desejo de dar um toque especial ao imóvel. No caso de reformas de apartamentos, é legal pensar bem em alguns detalhes que muitas vezes podem passar despercebidos. Alterações estruturais, barulhos excessivos, horários... tudo isso exige bastante atenção, afinal, ninguém quer ter problemas com o síndico e vizinhos, certo?

Se o seu apartamento é pequeno, o ideal é buscar dicas e inspirações que irão te ajudar a otimizar o espaço, sem deixar de lado o seu estilo pessoal.

 

Planta do imóvel

Caso você não tenha a planta original do imóvel, verifique se o síndico do seu prédio tem, ou então solicite à construtora. Normalmente, na planta original há informações importantes como dutos e paredes estruturais que não podem ser modificadas para não comprometer toda a estrutura do apartamento.

 

Reúna o máximo de fotos e inspirações possível

É claro que nesta etapa, é necessário (muito) bom senso. Esteja disposto a ceder em alguns pontos que não poderão ser modificados, conforme falado anteriormente. Para contratar profissionais para realizar a obra, é legal juntar várias fotos e ideias do que gostaria de ter no novo lar. Isso irá ajudar muito na hora de definir o que será feito antes de contratar a mão de obra.  

 

Analise o custo-benefício

Antes de iniciar qualquer projeto, o recomendável é planejar-se bem financeiramente. É preciso analisar e pesquisar os preços antes de ir às compras. Não é bom economizar nos materiais, afinal, quando se utiliza materiais de baixa qualidade em uma obra, é bem provável que pouco depois você terá que gastar mais dinheiro com uma nova reforma. Portanto, analise o custo benefício do que precisará comprar.

 

Reforme um ambiente de cada vez

Para evitar o stress de um apartamento todo bagunçado e até mesmo iniciar uma obra e descobrir no meio do caminho que não tem dinheiro pra terminar, planeje-se para reformar um ambiente de cada vez. Acredite! Isso vai te livrar de muitas dores de cabeça.

 

Considere o DIY ou “Faça você mesmo”

Você é dessas pessoas que possui alguns talentos especiais como pintar paredes, consertar coisas, fazer pátina em móveis, etc.? Se sim, por que não economizar e aproveitar essa sua habilidade manual? Muitas vezes a ajuda de um profissional é mesmo recomendável, mas sabemos que algumas coisas são simples de fazer. Com um pouquinho de habilidade e vontade, é totalmente possível economizar na sua reforma e deixar o seu lar a sua cara.